domingo, 22 de agosto de 2010

A OBRA GEOMÉTRICA DE ROSA MOUTINHO

 30º Quadro_ A artista plástica Rosa Moutinho vai expor em Macapá de 03 a 09 de setembro, no salão de eventos do monumento Marco Zero do Equador. Será um encontro da pintora com a sua cidade e seu povo, pois morou aqui durante a adolescência, formou-se em Pedagogia e prestou serviço para diversas instituições do Amapá e do Pará, onde mora atualmente.

36º Quadro_ Rosa começou a pintar, segundo ela, como forma ocupacional, fazendo terapia depois que se aposentou da UFPA, onde atuava como técnica da Escola de Aplicação daquela IFES. Um dia, viajando por este Brasil, viu uma coisa que lhe pareceu interessante e resolveu fazer algo semelhante. Teve aulas de pintura e o resultado só podia dar no que deu. Uma explosão aflorada de sentidos; um jogo de talento que naquele período de sua vida parecia trazer a água ao sedento do deserto; uma curiosa e retardatária manifestação de carinho e dedicação pela arte, o que causou grande surpresa ao seu professor. Então ela seguiu seu caminho, alimentada de coragem para realizar a sua primeira exposição, em Belém, com hora marcada para começar e para terminar em um só dia. Resultado: vendeu quase todas as telas e ainda ganhou o elogio e o incentivo de todos que viram sua obra.

Mazaganense da gema (de tradicional família de Mazagão), Rosa não podia deixar de produzir um trabalho de interessante dimensão amazônica, pois eles trazem objetos, flores e traços decorrentes da nossa cultura, presentes no corpo das telas. Seus objetos artísticos são, na realidade, colagens interpostas de materiais e pinturas que imitam a madeira, valorizando a mão da artista, às vezes, e intencionalmente, mais artesãs. Mãos dominadoras de uma técnica mista que se harmoniza de pronto e fazem dos trabalhos algo que muito agrada aos olhos, pelas cores, pela técnica, pelos objetos.

19º Quadro_ Aos olhos acostumados com o figurativismo pode parecer estranha essa obra, que para mim traz algo simbólico, pois é uma representação que se estabelece súbita, sem a pretensão de transmitir ou de captar sensibilidades mortas, mas também sem a intenção de ser meramente decorativa.

No mundo moderno, digo no mundo pós-moderno, a pós-modernidade se encarrega de usufruir de um sentido estético feito de contradições, talvez por isso essa obra geométrica e misturante de sentidos abdica de rótulos e idiossincrasias que o observador pode dar às telas. A meu ver primeiro ela impacta e até pede uma ausência de reflexão, quando promove em mim um silêncio estanque e um “não-sei-o-quê” super-velado.

escolhido_6_ Ao observador cabe gostar ou não, pois é livre em sua avaliação. Entretanto, quem sabe vai pegar na tela-objeto para comprovar o que ela é de verdade, para testar a sua (in)verdade e a diferença dessa condição, presentes na forma geométrica que elas aparentam. Então aquele “algo” que parecia enclausurado na tela da parede parece lacerar-se à retina.

Creio ainda que é o estilo, o pensamento especial de Rosa que está explícito nessa exposição – seu aspecto formal de conceber e proceder seus trabalhos. Eles são motivos ornamentais que trazem emoções diversificadas. Assim, longe das escolas/doutrinas estéticas, a geometria de Rosa Moutinho nos oferece em seus trabalhos o estímulo ao livre-pensar, livre-reflexão que emociona. Seja bem-vinda, Rosa. (Fotos do acervo de Rosa Moutinho).

As fotos aqui apresentadas foram expostas e vendidas em Belém – PA.

17 comentários:

  1. Que bom ver mais um grande talento vindo de Mazagão/AP. Que orgulho!!!

    ResponderExcluir
  2. Essa é a minha tia e o último quadro está na minha casa e é lindooooooooo!!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Minha tia, eu tbm tenho um quadro dela na minha sala. Sucesso

    ResponderExcluir
  5. Essa é Sra Rosa Moutinho, Parabéns, msucesso sempre!!!!
    A lição que eles merecem!!

    ResponderExcluir
  6. Muito bons os quadros, aposto que vai ser um sucesso a exposição! =)

    ResponderExcluir
  7. Mais uma arte de Rosa, dentre as inúmeras,agora deixa sua sensibilidade aflorar nas obras ora expostas. Parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Rosíssima! "Prefiro não comentar!", pois já sei, sabemos!, que vc é D++++++++++++++++++++++++++++
    afinal a "mandala verde" é um Rosa Moutinho meu!
    PARABÉNS!
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Muito bons os quadros, aposto que vai ser um sucesso a exposição! =)

    ResponderExcluir
  10. Belos quadros, cheios de atitude e talento! Melhor: Tudo "Made in" Amapá!

    ResponderExcluir
  11. sempre soube deste teu potencial, parabens você descobriu seu dom, isto é para poucos.curta bastante este momento da vida. muita paz pra você.

    ResponderExcluir
  12. Os quadros são bonitos...
    Rosa, como sempre, competente e disciplinada em tudo que faz... Parabéns e Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  13. O que dizer dessa mulher que sempre mostrou ser objetiva, decidida e que corre atrás para realizar seus sonhos?
    Desejo sucesso e que sua sensibilidade e criatividade possam aflorar cada vez mais.
    PARABÉNS!!!

    ResponderExcluir
  14. PS: Esqueci de dizer que ela é minha mãe do coração. Hahahahaha!
    Te amo!!!

    ResponderExcluir
  15. Eliana Feitosa - Teresina/PI26 de agosto de 2010 13:07

    "Parabéns Rosa!
    Mostrar talento em tudo o q se dispõe a fazer nunca se constituiu um obstáculo p vc, vc apenas ta expondo mais uma de suas inúmeras qualidades. Muito sucesso pra vc!!!"

    Um abraço

    ResponderExcluir
  16. Joao Victor Campbell28 de agosto de 2010 22:37

    PARABÉNSSSS Vó!
    Muito sucesso nessa nova fase.E volta logo!
    te amo!

    ResponderExcluir
  17. É isso ai minha sogra, estou aqui em Belém acompanhando tudo, e fico feliz pelo momento que você esta passando, sou um previlegiado por ver as suas obras sairem quentinhas do forno..rsrs

    ResponderExcluir

Obrigado por emitir sua opinião.